FALE COM A NONA  
Somos uma igreja adoradora, bíblica, contemporânea, intercessora
missionária e receptiva para a glória de Deus


Os Mega Desafios das Pequenas Igrejas
Geração fast-food, propaganda e cristianismo enlatado. Onde estamos e onde vamos chegar?

            Na geração fast-food, estamos vivendo uma constante intoxicação alimentar. O que será que estão colocando naqueles sanduíches? Ah, é mesmo! Não são os condimentos. São os condicionamentos... Uma geração apressada, que anda acreditando que o objetivo maior da vida está no aqui e no agora, que pensa que sentir está acima do construir, também quer comprar o próprio relacionamento com Deus enlatado e em promoção.

            Brasileiro é especialmente vulnerável à propaganda (não é para menos, já que a propaganda brasileira é considerada uma das melhores do mundo). Compramos alimentos pela embalagem, acreditando em frases produzidas por especialistas em sedução, mesmo sabendo não ser a mais pura verdade. E nos entorpecemos, e nos entupimos de tudo o que não presta, deixando a cargo de estômago e intestino filtrar o que nossa mente cauterizada não consegue mais. Como estômago não tem cérebro, armazenamos tudo o que não presta e nos tornamos cada vez mais distantes do ideal de ser humano do projeto original. Não é de se estranhar que o ícone dessa geração seja Michael Jackson.

            Se tudo isso se resumisse a um problema alimentar, deixaria que levantassem a bandeira nutricionistas e médicos. Mas o pensamento dominante que nos faz consumir produtos alimentícios é o mesmo que tem norteado o consumo de Deus. Pasmem! Deus virou produto de consumo!

            O modelo de igreja bíblico hoje é como insistir em combinar sapatos e bolsa. Toda mulher (e até eu) sabe que está fora de moda. Por que ficar “preso” ao “velho” se o novo é mais rápido, mais fácil, mais iluminado, mais, mais, mais? Quem precisa viver essa ultrapassada filosofia de corpo, de membros uns dos outros, se podemos ser uma grande massa? Um grandioso exército! - Vou parar porque não agüento mais chavões. -  Por que passar a vida toda expondo aquela mesmice de pecado, salvador, conversão e (o pior de tudo) aquela idéia estranha de negar-se a si mesmo? Chega! Que o Leão da Tribo de Judá me devolva logo, e com correção, tudo o que já paguei de imposto. Quero restituição no primeiro lote! Quero agora! Com ela vou comprar os últimos badalados DVDs e ainda vai sobrar para o ingresso do próximo show. De quem? Ora, se você fez essa pergunta é porque está vivendo meio fora desse planeta. Está parecendo gente de outro mundo. Porque nesse aqui, mesmo quando os astros mudam de tempos em tempos, todos sabem quem é a estrela da vez. Da manhã? Claro que não. Porque se for de manhã, a iluminação e o gelo seco não fazem muito efeito. Tem que ser de noite para a coisa ficar boa! A noite, agora, tem mais unção...

            Os mega desafios, você pergunta. Estou falando deles desde o início. A comunhão deu lugar à multidão. Está cada vez mais difícil promover a edificação de um povo que vive em busca do próximo grande evento das mega organizações eclesiásticas. O conselho de quem te conhece é facilmente trocado pelas frases de efeito dos comunicadores de grande massa e pelas propagandeadas orações poderosas (como se alguma oração nos padrões bíblicos e em nome de Jesus fosse fraca). Se o pastor da TV falou, quem é o pastor da igreja local para discordar? Quem não tem dinheiro para contratar os grandes astros, tem que se contentar com a Estrela da Manhã, que, como algum desses dinossauros do Rock, precisaria morrer para ter novamente sua fama levantada. Mas... Espere aí... Ele já morreu mesmo. Mais do que isso, ressuscitou! Talvez devamos aceitar o conselho dos marketeiros e voltar a proclamar a morte salvadora do nosso grande e verdadeiro Rei. Até porque, tenho certeza, por mais que não queiram sepultar o Michael, foi somente Jesus Cristo quem se levantou de entre os mortos. E o Espírito que nele operou a ressurreição está em nós para levantar tanto intoxicados como mortos. Vamos à luta, em nome de Jesus!


Olhe para o alto. Veja os céus abertos.
DIP - Domingo da Igreja Perseguida
Religião sem Deus
O tempo da oportunidade é agora!
Onde estão os seus heróis?
Do que você realmente precisa?
De volta para o futuro!
Eu creio em uma igreja que cresce!
A Resposta Evangélica ao Cosumismo
Mandamentos de quem?
Consumir para Viver ou Viver para Consumir?
Encontro de Amizades Espirituais
Vergonha de ser virgem
Ana, a profetiza
Onde está o seu irmão?
A Ferramenta Favorita De Satanás
Você não precisa andar sozinho
Os Mega Desafios das Pequenas Igrejas
O que temos a ver com o assunto ecologia?
150 anos de Presbiterianismo no Brasil
Acolhei-vos...
Oferta Especial ao Senhor. Isso é Justo?
Quais devem ser meus motivos de oração?
Nossas Doutrinas

Rua André de Melo e Castro,195 | Nova Cachoeirinha | Belo Horizonte | (31) 3444.7707